“Sua transportadora tem EDI?” Te fizeram essa pergunta e você não soube responder?

Você já foi questionado se sua transportadora tem EDI, mas não sabia o que era? Fique tranquilo!

Hoje vamos esclarecer todas as dúvidas sobre o EDI e o quanto esse sistema é importante para as empresas de logística.

O que é?

O EDI, eletronic data interchange (em inglês) ou troca eletrônica de dados (em português) é um sistema muito requisitado por gestores de transportadora, como também empresas de médio ou grande porte.

Trata-se de uma solução que consiste na integração da troca de informações entre as empresas.

O grande diferencial do EDI é que essa troca de informações é feita de forma indireta entre os sistemas, ou seja, é realizada uma troca de arquivos entre as companhias a fim de evitar erros de digitação e facilitar a comunicação.

Formatos do EDI

No mundo das transportadoras de logística existem alguns formatos de EDI. Mas geralmente, os sistemas de EDI seguem um modelo padrão: o PROCEDA. O padrão PROCEDA possui um manual no qual deve ser seguido tanto pela empresa transportadora, quanto pela organização que vai ler o EDI.

Os manuais possuem diversas versões, como as mais recentes que possuem recursos mais modernos e algumas melhorias. E as versões mais antigas, que não possuem algumas funcionalidades encontradas nas novas versões, por isso as empresas são livres para escolher a que melhor se enquadra à sua necessidade.

Além do formato padronizado, também é possível que as empresas criem um padrão próprio.

Quais são os tipos de EDI para uma transportadora, afinal?

NOTFIS

(dados de notas fiscais)

O NOTFIS possui todas as informações das notas fiscais emitidas: número da nota, volume, destino, remetente, peso, chave da nota, entre outras coisas que pertencem a NF-e. A fim de que a transportadora possa dar início a preparação do transporte.

OCORREN

(ocorrências de entrega)

Esse arquivo possibilita que o transportador informe ao seu cliente o status e a localização da mercadoria (se a mercadoria foi entregue, se houve ocorrências com a carga, etc).

PRÉ-FAT

(pré-fatura dos serviços)

Contém uma lista de documentos que devem ser faturadas pela transportadora. É um arquivo gerado pelo cliente (embarcador).

CONEMB

(conhecimentos embarcados)

Nesse modelo, são informados todos os conhecimentos em relação aos CTes (conhecimento de transporte eletrônico) que já foram embarcados, assim o embarcador fica ciente sobre a operação de transporte.

DOCCOB

(documento de cobrança)

Arquivo de fatura gerado pelas transportadoras. Nesse arquivo serão informadas as faturas e as formas de cobrança dos serviços de transporte prestados.

Para enviar seus arquivos, cada empresa trabalha de forma diferente. Algumas preferem fazer o envio por e-mail, outras através do ambiente de FTP e outras possuem empresas especializadas para fazer a integração – como com a Solução de EDI da Online Applications. Conheça a solução completa de integração da Online Applications.

www.onlineapp.com.br

Soluções Logísticas - Online Applications

Marketing

Criada em 2016, a equipe de marketing da Online Applications produz conteúdos para os blogs Onbusca e OnlineApp. A equipe é formada por Daniel Peres (coordenador), Gustavo Fernandes e Ruth Silva (design), Larissa Silva e Livia Silva (produção de conteúdo) e Nathalia Andrade (análise de dados).

Share
Marketing

Criada em 2016, a equipe de marketing da Online Applications produz conteúdos para os blogs Onbusca e OnlineApp. A equipe é formada por Daniel Peres (coordenador), Gustavo Fernandes e Ruth Silva (design), Larissa Silva e Livia Silva (produção de conteúdo) e Nathalia Andrade (análise de dados).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *