Qual a diferença entre desenvolvedores Front-end e Back-end?

Ao se aprofundar um pouco no mundo da programação de sistemas, você irá se deparar com dois termos: o Front-end e o Back-end. Ambos são especializações que o profissional do segmento acaba escolhendo ao longo da carreira. Sistemas são complexos e por isso há determinadas categorias para os profissionais, não somente sendo chamados de programadores ou programadoras. Continue lendo para descobrir a diferença entre Front-end e Back-end.

Os trabalhadores do segmento podem atuar em diversos casos, seja com desenvolvimento de aplicativos, engenharia de software, ciência de dados e análise de banco de dados. Cada uma destas áreas precisam lidar com diferentes tecnologias. No caso, se serão voltadas ao desenvolvimento de sistemas online, é aí que aparece o desenvolvedor Front-end e Back-end.

Mas não se preocupe, vamos contar para você quais são as diferenças entre estes desenvolvedores e apresentar as habilidades de cada um. Leia mais para aprender sobre o mundo da tecnologia!

O que é o Front-end?

Antecipadamente já é possível prever o que um desenvolvedor Front-end faz. E sim, ele trabalha com a parte visual da construção de um site, com a parte em que o usuário irá interagir. Ou seja, sua tarefa é desenvolver o código para a interface gráfica do site.

Portanto é importante para este profissional se atentar a experiência do usuário, afinal, ele dialoga diretamente com o público-final. As tecnologias base para o desenvolvedor Front End são HTML, CSS e também JavaScript.

É bom destacar que este profissional pode ser confundido com o designer. A grande diferença é que justamente o designer irá atuar na parte visual por meio de ferramentas como Photoshop, e não irá atuar com o código em si, assim como o desenvolvedor.

Mas e o Back-end?

Assim como é possível adivinhar, o desenvolvedor especializado em Back-end trabalha na parte de “trás” do site. Por mais que em primeiro momento isso pareça abstrato, fica mais fácil resumir assim: dados dos usuários precisam ser armazendos em algum lugar para posteriormente poderem ser acessados novamente.

Sob o mesmo ponto de vista, o Back-end pode ser visto como os “bastidores” de uma aplicação. Seu papel é fundamental porque faz uma espécie de ponte entre os dados que vem do usuário e o banco de dados onde eles serão arquivados.

Pensando na parte de linguagens, o desenvolvedor deste segmento pode lidar com uma série delas, seja  Ruby, Java, C#, entre outros. Por isso o profissional desta área acaba se aproximando um pouco mais da análise de dados, machine learning e big data.

Front-end e Back-end: o desenvolvedor Fullstack

O termo Fullstack foi criado para categorizarr os profissionais que trabalham com os dois segmentos, Front-end e Back-end. Ou seja, são muito valorizados no mercado de trabalho por terem um conhecimento amplo do desenvolvimento de sistemas. Então, o desenvolvedor que se especializar em ambos os segmentos pode atuar do início ao fim em um projeto.


Por último, queremos saber: você entendeu a diferença entre o desenvolvedor Front-end e Back-end? Como dito anteriormente, o profissional do Front-end trabalha com a parte visual do site e o Back-end com a parte em que o usuário não tem acesso. Deixe nos comentários o que você achou do artigo!

Marketing

Criada em 2016, a equipe de marketing da Online Applications produz conteúdos para os blogs Onbusca e OnlineApp. A equipe é formada por Daniel Peres (coordenador), Gustavo Fernandes e Ruth Silva (design), Larissa Silva e Livia Silva (produção de conteúdo) e Giovanna Concon (análise de redes sociais).

Share
Marketing

Criada em 2016, a equipe de marketing da Online Applications produz conteúdos para os blogs Onbusca e OnlineApp. A equipe é formada por Daniel Peres (coordenador), Gustavo Fernandes e Ruth Silva (design), Larissa Silva e Livia Silva (produção de conteúdo) e Giovanna Concon (análise de redes sociais).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *