Tudo que você precisa saber sobre fraudes e como preveni-las

Quando ouvimos falar em fraudes, é comum o pensamento de que apenas empresas de grande porte estão sujeitas a acontecimentos como esse. Precisamos desconstruí-lo.

E, entender que qualquer negócio que gere capital, está sujeito a operações fraudulentas.

Raramente os casos em que empresas pequenas se tornaram alvo são transmitidos na televisão, rádio ou redes socias.

Este fato, fortalece essa cultura, de pensamento de que nunca serão vítimas. Assim acabam afrouxando as rédeas, deixando brechas em sua gestão.

Por isso, para iniciarmos essa conversa, você precisa saber o que é fraude. A princípio, nos dicionários, encontramos o termo definido como: Qualquer ato ardiloso, enganoso, de má-fé, com o intuito de lesar ou ludibriar outrem, ou de não cumprir determinado dever.

Entretanto, há vertentes do Direito que tratam das especificidades deste conceito. Temos o Código Penal, Civil e Tributário que tratam dos mais diversos tipos de fraudes, bem como das devidas punições.

Ou seja, fraudes podem acontecer dentro e fora da sua empresa, nos mais diversos âmbitos.

Hoje, falaremos das mais comuns em ambientes empresariais. Como preveni-las através da boa gestão e bom uso de tecnologias.

Tipos de fraudes


Dentro de uma empresa, as fraudes podem acontecer de diversas formas diferentes, que nem conseguimos citar aqui. Mas existem 3 tipos considerados os norteadores, são eles:

Fraude empresarial


Com o objetivo de favorecerem a si mesmos, este tipo de fraude acontece quando colaboradores passam informações falsas. Sua intenção não é necessariamente, prejudicar a empresa.

Com o fornecimento dos dados incorretos, a empresa passa ter as informações como base, e a fraude ocorre por meio dela mesma. Por exemplo: alterar valores de notas, livros caixas, balanços a fim de conseguir retirar dinheiro da empresa.

Fraude corporativa


Esta não possui um perfil estabelecido. O responsável pode estar dentro da empresa ou não ter uma ligação a ela.

A fraude empresarial ou corporativa, tem o objetivo de manchar a imagem da empresa, impactar de forma negativa a corporação, garantindo lucro ao fraudador. Por exemplo: duas empresas concorrentes.

Caso a “empresa A”, consegue desacreditar a “empresa B” junto ao mercado, assim ela consegue “abocanhar” uma fatia do mercado.

Fraude ocupacional


Também denominada de fraude interna, realiza-se dentro da própria empresa. Pessoas que fazem parte do quadro de funcionários, organizam-se para fazer este tipo de embuste.

Esta tramoia, se dá durante a execução de suas funções. A identificação desta é muito mais difícil, já que uma pessoa encobre a outra.

O que pode ocasionar fraudes?


Já podemos adiantar que, não existe uma lista secreta com todos os motivos. Desta forma, é fácil concordar que assim seria impossível que elas ocorressem.

Entretanto, podemos mostrar alguns itens que são como “iscas” para fraudes, independente do porte da empresa. Veja:

Desorganização:


A falta de gestão de documentos e operações. Este hábito facilita muito que um esquema fraudulento interno, passe despercebido. E, como diz a frase, “A mente é um campo fértil onde todos os tipos de plantas podem crescer”, nós não queremos esse tipo de florescimento em sua empresa.

Funções:


A má atribuição e divisão de funções, em setores diretamente ligado ao caixa da empresa, como o administrativo bem como a alta rotatividade de funcionários, devem acender um alerta e serem monitorados constantemente.

Comprovantes:


Apesar da exaustiva rotina, em uma empresa, onde cada um desempenha uma função, é muito importante realizar conferências mensais ou também as chamadas auditorias, para garantir que tudo está caminhando conforme o planejado.

Exibição:


Esse item é uma das grandes controvérsias. Muitos gestores costumam dizer que exibir o crescimento capital da empresa aos funcionários pode tornar-se um problema. A ideia é o engajamento, comemorar os sucessos. Gerar um sentimento de pertencimento, faz com que as pessoas se sintam responsáveis pelo crescimento da empresa.

Como fazer a prevenção?


Com base na lista acima, você já tem comportamentos que devem ser evitados. Agora, daremos algumas dicas que estão sendo aplicadas em empresas brasileiras e garantindo bons resultados.

Portanto, veja quais são, e de acordo com o perfil de sua empresa, tente adequá-las. O importante é utilizar de todos os meios para manter tudo em segurança.

Conheça seus funcionários!


Uma tática, que está sendo muito aplicada em grandes empresas, é pesquisar sobre seus colaboradores.

Conhecer seus perfis em redes sociais, entrevistá-los ao lado de psicólogos e recorrer aos antecedentes criminais. Assim você consegue traçar um perfil, garantindo que ele se adeque as suas expectativas.

Tenha normas!


Estabeleça o que é sua empresa, em outras palavras, sua visão, missão e valores.

Por conseguinte, cobre a conduta correta de seus colaboradores, mas também seja exemplo. Incentive que eles sejam a empresa e sintam prazer de estar ali.

Implante tecnologia!


Na Era Digital é impossível não a mencionar aqui. E, antes que você queira argumentar sobre notícias de fraudes em ambientes digitais, garanto a você, que há tipos e tipos.

Estar num ambiente em que a informação vale ouro – ou mais – tudo e todos estão sujeitos a ardis. Mas a tecnologia, com todos os estudos que a envolveram e envolvem, está muito à frente da capacidade humana.

Sendo assim, a chance de ocorrência de tramoias em um ambiente tecnológico, é consideravelmente menor. Principalmente em soluções voltadas para a gestão e segurança.

Como por exemplo, softwares que armazenam informações em Bancos de Dados e utilizam a Nuvem, além de controlar toda a operação por meio da Inteligência Artificial e Machine Learning.

Invista em uma boa gestão e tecnologia para o sucesso da sua empresa, e se precisar de mais, lembre-se de Onbusca Smart!

Nós levaremos você a um #UniversodeTecnologia 🚀

Não deixe de conferir nosso conteúdo sobre Crises Empresariais. Clique aqui!

Marketing

Criada em 2016, a equipe de marketing da Online Applications produz conteúdos para os blogs Onbusca e OnlineApp. A equipe é formada por Daniel Peres (coordenador), Gustavo Fernandes e Ruth Silva (design), Larissa Silva e Livia Silva (produção de conteúdo) e Nathalia Andrade (análise de dados).

Share
Marketing

Criada em 2016, a equipe de marketing da Online Applications produz conteúdos para os blogs Onbusca e OnlineApp. A equipe é formada por Daniel Peres (coordenador), Gustavo Fernandes e Ruth Silva (design), Larissa Silva e Livia Silva (produção de conteúdo) e Nathalia Andrade (análise de dados).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *