Plano de negócio: O planejamento que sua empresa precisa

A criação do plano de negócio não é uma tarefa complicada, mas exige total atenção dos gestores para que seja desempenhada corretamente. Inclusive, é comum que ele já tenha sido criado no início da empresa, mas acabou ficando esquecido com o decorrer dos anos, e você logo vai entender porque isso é um problema.

Então, se quer elaborar um plano eficiente, seja para começar o seu negócio ou para ampliá-lo, acompanhe este artigo e descubra quais vantagens um bom planejamento traz para a sua carreira.

O que é?

O plano de negócio é um documento que descreve uma empresa. Nele contém diversos detalhes que ajudam a entender melhor o negócio, identificando os pontos fortes e fracos; os objetivos principais e quais os passos necessários para atingi-los.

Dessa forma, fica mais fácil traçar um caminho até a meta e avaliar quais recursos você já tem e quais faltam conseguir, diminuindo as chances de cometer algum equívoco.

Isso, é claro, não elimina o risco de haver erros, mas ajuda a criar estratégias para lidar com eles, minimizando as incertezas que ocorrem diante de uma situação inesperada.

Aqui, já é possível entender porque o plano de negócio deve ser feito periodicamente e não apenas no início do empreendimento, visto que a empresa pode passar por diversas mudanças, desde a estrutura física até os seus objetivos.

Afinal, novos materiais são adquiridos e metas são alcançadas com o decorrer do tempo, criando a necessidade de uma nova análise e planejamento.

Quais os objetivos?

Além de ajudar a entender melhor o seu empreendimento e a criar estratégias, quais outras funções tornam um plano de negócio tão importante?

Se analisarmos o cenário de concorrência enfrentado pelas corporações, fica nítida a necessidade de se destacar nesse mercado, e um elemento que pode te ajudar a sair na frente é a figura do investidor – e você pode atraí-lo com um bom plano de negócio.

Em outras palavras…

Com o investimento certo, é possível realizar as mudanças necessárias para o crescimento da empresa, ampliando os recursos, o conhecimento do time, a área de atuação, ou o que for preciso para alavancar o seu empreendimento ao sucesso.

E, com todo o planejamento no papel, fica mais fácil atuar de maneira assertiva e identificar os possíveis erros, para que não sejam cometidos no mercado. Isso te ajudará a se posicionar diante dos concorrentes e do seu público-alvo, e a projetar ações que guiem a empresa até a meta.

Como fazer?

Entendido o que é o plano de negócio e para que ele serve, só falta aprender como elaborar o plano ideal, que transmita as ideias principais em poucos minutos e atraia o olhar dos investidores. Para isso, vamos dividi-lo em 5 partes essenciais, explicando uma por vez:

  • Sumário executivo:

Aqui é feita a apresentação da empresa, expondo todas as suas características como o tipo de mercado em que atua, qual o público-alvo, os objetivos, a fonte de recursos, os pontos positivos e negativos.

Para facilitar a visualização, também é possível organizar muitas dessas informações na Análise SWOT (ou, em português, FOFA), como no exemplo:

  • Análise de mercado:

A partir do estudo dos clientes e da concorrência, é realizada uma análise para entender como a empresa atuará no mercado: qual o seu posicionamento, suas estratégias e ações, e quem são os principais fornecedores.

  • Plano de marketing:

Este é um dos pequenos planos dentro do plano principal, onde serão descritas as tendências do mercado, os preços e as vantagens competitivas, detalhando como elas serão divulgadas e evidenciadas sobre a concorrência.

  • Plano operacional:

Todos os processos, desde a organização da estrutura física até o funcionamento das operações, são descritos aqui, devendo constar também a necessidade de recursos – material ou humano.

  • Plano financeiro:

Por fim, serão apresentados os recursos da empresa e como eles são aplicados, fazendo uma projeção de receita e lucro, estruturando os custos, a rentabilidade e o chamado Payback, que é o prazo de retorno dos investimentos.

Lembrando que, determinado o plano de negócio, é preciso colocá-lo em prática, e para isso é necessário ter eficiência. Afinal, seus clientes buscam soluções rápidas, e se você ainda tem dificuldade em levá-las até eles, já está na hora de conhecer o Onbusca Smart. Com a nossa plataforma online, os processos fiscais e o armazenamento das notas notas fiscais, como NF-e e NFC-e são automatizados para facilitar a sua rotina e oferecer segurança aos seus clientes!

Então, pare de perder tempo e acesse: www.onbusca.com/page/smart

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *