O que você sabe sobre Logística 4.0? Saiba se preparar para o futuro!

Talvez você ainda não tenha ouvido falar sobre Logística 4.0, mas tenho certeza de que você já ouviu sobre a Indústria 4.0.

Ambos os termos representam novas fases da humanidade em que a tecnologia está cada vez mais avançada. Hoje é quase impossível não esbarrar nelas.

A verdade é que estamos extremamente conectados, cheios de novas informações. O número de tecnologias cresce a cada dia e precisamos acompanhar para não continuar no modelo antigo.

Empresas e pessoas que não se modernizarem não irão conseguir mercado de atuação.

Avançamos tanto que investir em tecnologia não é mais um diferencial, é uma necessidade e pode ser crucial para permanecer no mercado.

A indústria mundial e a logística estão se modificando mais a cada dia, e seguindo a tendência mundial.

Um pouco da história…

Não dá para começar a explicar sobre a Logística 4.0 sem antes falar sobre as revoluções industriais. Iniciando pelo óbvio, a Primeira Revolução Industrial trouxe diversas mudanças para a sociedade.

Se pensarmos que antes não havia nenhum tipo de indústrias, podemos ver o tamanho do choque que a população passou. A Primeira Revolução ocorreu na metade do século XVIII e é lembrada pela criação da máquina a vapor e da indústria têxtil.

Iniciada em meados do século XIX e XX, a Segunda Revolução Industrial trouxe consigo a produção em massa e em série.

É a revolução que mais nos lembramos graças ao filme “Tempos modernos”, onde vemos a produção de trabalhos repetitivos e mão de obra especializada em apenas uma parte da produção. Muitas coisas foram produzidas e estocadas nessa época.

A terceira Revolução Industrial, localizada na década de 1960, aconteceu com o início da tecnologia digital adentrando os processos produtivos.

Foi um novo salto tecnológico que resultou em um aumento da capacidade de produção e também na globalização. Aqui já iniciou-se a busca por melhores qualificações.

Indústria e Logística 4.0

E finalmente chegamos a atualidade!

O momento histórico e principalmente tecnológico em que estamos vivendo, é a Quarta Revolução Industrial, também chamada de Indústria 4.0.

A tecnologia da informação teve tantos avanços que mudou a forma como os profissionais de todas as áreas precisam se portar. Vamos destacar os da logística, que agora precisam atuar com a tecnologia para transportar seus produtos e pessoas.

Podemos caracterizar a Logística 4.0 com a automatização de processos nas fábricas, que são feitos por redes inteligentes.

Esta mudança é possível graças a computação em nuvem, IoT (Internet das Coisas), Big Data, entre outras tecnologias. E seguindo a tendência mudial, toma decisões com base em muitos dados.

Benefícios da Logística 4.0

O grande objetivo da Logística 4.0 é a automatização de processos. Muitas são as vantagens da modernização, veja algumas:

  • Maior segurança e comunicação nos processos;
  • Mais agilidade e eficiência nas tarefas;
  • Redução de custos e gastos desnecessários;
  • Otimização das frotas;
  • Redução de perdas na produção de bens;
  • Aumento da satisfação do cliente.

É uma necessidade das indústrias e da logística otimizar cada vez mais seus processos. Muitas são as empresas que estão adaptando-se para esta nova tendência. Pense em investir em novas tecnologias que podem ajudar a melhorar a eficiência do seu negócio.

Quer otimizar seus processos logísticos? Nós podemos te ajudar! Acesse!

Aliás, temos mais artigos sobre logística aqui!

Marketing

Criada em 2016, a equipe de marketing da Online Applications produz conteúdos para os blogs Onbusca e OnlineApp. A equipe é formada por Daniel Peres (coordenador), Gustavo Fernandes e Ruth Silva (design), Larissa Silva e Livia Silva (produção de conteúdo) e Nathalia Andrade (análise de dados).

Share
Marketing

Criada em 2016, a equipe de marketing da Online Applications produz conteúdos para os blogs Onbusca e OnlineApp. A equipe é formada por Daniel Peres (coordenador), Gustavo Fernandes e Ruth Silva (design), Larissa Silva e Livia Silva (produção de conteúdo) e Nathalia Andrade (análise de dados).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *