EDI logístico: como ele pode revolucionar a minha empresa?

Como já comentamos em diversos artigos aqui, a tecnologia é fundamental em todos os setores de serviço atuais. Não se transformar digitalmente pode ter um peso alto na vivência de todas as empresas. Contar com o apoio da tecnologia é essencial, e pensando no setor de transportes, uma boa forma de automatizar e tornar operações mais ágeis, é a aplicação do EDI logístico.

Um dos principais desejos e desafios do setor é aumentar a produtividade e reduzir o tempo de operações, e não somente na logística. Esta solução tem a finalidade de padronizar e integrar a comunicação entre sistemas, mas explicaremos isso mais para frente.

Por isso o tema do artigo de hoje é o EDI logístico, pela sua importância estratégica no setor. Continue conosco e descubra outros benefícios dele, além de entender seu funcionamento.

E então, o que é o EDI logístico?

Vamos começar destrinchando a sigla: EDI é a abreviação de Eletronic Data Interchange. Isso significa que a tecnologia permite, como dito anteriormente, a padronização na comunicação de sistemas. Ou seja, independente de qual for o sistema da sua transportadora, ele é capaz de fazer a integração.

O sistema possibilita a troca de informações entre empresas de forma automatizada. O controle destes dados é feito de maneira mais eficaz e rápida. Assim, a intervenção humana passa a ser menor, garantindo que as chances de erros sejam bem menores.

Portanto, o EDI na logística acaba facilitando a comunicação, seja com fornecedores, transportadores ou com o público final. Assim, todas as partes ficam sempre informadas igualmente.

Quais são os seus benefícios e vantagens?

Chegou a hora de listar quais são os benefícios em adotar o EDI na sua empresa. Confira:

  1. Comunicação integrada entre empresas: Todos envolvidos na troca de informações tem acesso aos mesmos dados, portanto facilitando toda a comunicação.
  2. Aumento da produtividade: Os processos acabam se tornando menos demorados e feitos com mais agilidade, aumentando a produtividade.
  3. Automação e centralização dos processos: Os dados e informações são processados de forma automática. Além disso, eles se concentram no mesmo local, evitando problemas para encontrá-las.
  4. Redução de custos e aumento de lucros: Uma consequência da automatização, os gastos que antes seriam destinados à troca de informações manuais acabam e o seu lucro aumenta.
  5. Segurança na comunicação: Não há interferência humana nos processos, as informações são protegidas pelo sistema e consecutivamente ficam mais seguras e evitam o vazamento de dados.

Seu funcionamento

O EDI é formado por uma combinação de softwares ou redes de comunicação, em resumo. Na integração de sistemas é realizada a troca de documentos de forma padronizada. Quando falamos de documentos, normalmente são CT-e, NF-e, faturas e outros.

Por isso ele facilita o recebimento de informações de transportadoras, clientes e fornecedores: todas as partes ficam igualmente informadas de cada etapa do processo.

Implantando o EDI logístico

O processo deve levar em conta todas as partes envolvidas no processo para que ele funcione. O planejamento é essencial, além de levar em conta o que irá ser automatizado. Desenvolva um plano de envio de informações e pesquise empresas que fazem este tipo de integração. Leve em conta que será necessário treinamento dos colaboradores.


O EDI logístico, em conclusão, é um diferencial que tem o potencial de ajudar a melhorar a eficiência dos seus processos e facilitar a comunicação das empresas. A Online Applications, empresa de desenvolvimento de soluções tecnológicas inteligentes, também trabalha com a vertente logística e possui diversos cases de sucesso na área. Para mais informações sobre a implatação de EDI, entre em contato e conheça nossos serviços.

Marketing

Criada em 2016, a equipe de marketing da Online Applications produz conteúdos para os blogs Onbusca e OnlineApp. A equipe é formada por Daniel Peres (coordenador), Gustavo Fernandes e Ruth Silva (design), Larissa Silva e Livia Silva (produção de conteúdo) e Nathalia Andrade (análise de dados).

Share
Marketing

Criada em 2016, a equipe de marketing da Online Applications produz conteúdos para os blogs Onbusca e OnlineApp. A equipe é formada por Daniel Peres (coordenador), Gustavo Fernandes e Ruth Silva (design), Larissa Silva e Livia Silva (produção de conteúdo) e Nathalia Andrade (análise de dados).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *