Economia compartilhada: Você sabe o que é e para que serve?

Você sabe o que é economia compartilhada? Antes de mais nada, cada vez mais empresas tradicionais estão passando a adotar este novo conceito inovador.  

Desde já, o conceito se tornou uma alternativa para facilitar a vida das pessoas. Em resumo, o termo economia compartilhada é justamente o compartilhamento. Seja de bens ou de consumo.

Assim como um dos primeiros modelos foram as locadoras filmes, a economia compartilhada busca o melhor aproveitamento de recursos.

Para conhecer mais sobre o termo que tem ganhado cada vez mais espaço no mundo dos negócios, continue lendo!

Conheça a economia compartilhada

E se ao invés de comprar novos produtos, usássemos melhor os produtos que já temos?

Em outras palavras, a economia compartilhada acaba ajudando o produtor e o consumidor. Quem a usa reduz seus custos, e quem os fornece tem uma renda.

É mais fácil entender por meio de exemplos, certo? Pense no Uber.

Assim, o passageiro não precisa comprar um novo veículo e o motorista pode conseguir lucro com o carro que possui.

O modelo de negócios é também sustentável. Isso pela economia de dinheiro e de recursos naturais, além do benefício social.

Este tipo de contribuição coletiva, também chamado de crowdsourcing, auxilia a solucionar problemas da sociedade colaborativamente. Interessante, não é?

Sob o mesmo ponto de vista, estamos vivendo a era da economia compartilhada. Justamente ela acabou se tornando mais recorrente por conta da transformação digital e mudou os nossos hábitos de consumo e mentalidade.

Os benefícios do modelo

Como dito anteriormente, os benefíciosdo método passam por diversas questões, sejam elas sobre o meio ambiente, economia e social.

Nesse sentido listamos abaixo os principais benefícios do modelo, confira:

  1. Democratização de bens e serviços;
  2. Incentivo a modernização;
  3. Produtos e serviços com mais qualidade;
  4. Menores impactos ao meio ambiente;
  5. Criação do sentimento de uma comunidade;
  6. Conscientização e incentivo ao consumo sustentável;
  7. Redução de desperdício;
  8. Maior confiança entre consumidores e produtores.

Por isso, os benefícios da economia compartilhada acabam ajudando e facilitando o consumo. Além disso, também incentiva muito a inovação.

Exemplos da economia compartilhada

Primeiramente, hoje já são muitas empresas, e principalmente startups, que nasceram com este modelo de negócio já aplicado. Mas mesmo assim, as tradicionais podem tentar aplicar o método em alguns processos.

E bem como citado anteriormente, o Uber é um dos modelos de startups que aplicaram o modelo ao mercado. Eles acabaram identificando um problema existente na sociedade e ajudaram a resolver a questão.

Porém, além do Uber, há muitas outras. Confira a lista:

  1. Ifood;
  2. 99;
  3. Airbnb;
  4. Enjoei;
  5. DogHero;
  6. BlaBlaCar.

Em conclusão, a economia compartilhada ajuda em diversos setores, ambiental, social e econômico. O método inovador busca ajudar o consumidor e o produtor, assim quem a usa reduz seus custos, e quem os fornece tem uma renda.

Marketing

Criada em 2016, a equipe de marketing da Online Applications produz conteúdos para os blogs Onbusca e OnlineApp. A equipe é formada por Daniel Peres (coordenador), Gustavo Fernandes e Ruth Silva (design), Larissa Silva e Livia Silva (produção de conteúdo) e Giovanna Concon (análise de redes sociais).

Share
Marketing

Criada em 2016, a equipe de marketing da Online Applications produz conteúdos para os blogs Onbusca e OnlineApp. A equipe é formada por Daniel Peres (coordenador), Gustavo Fernandes e Ruth Silva (design), Larissa Silva e Livia Silva (produção de conteúdo) e Giovanna Concon (análise de redes sociais).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *