Big Data: Conheça o segredo da conexão pela informação

Praticamente todo mundo já ouviu falar em Big Data. E, intuitivamente, tem uma noção do que seja. Mas, se perguntarmos:

O que é Big Data?

Você saberia responder?

“Big Data é um conceito que descreve o grande volume de dados estruturados e não estruturados que são gerados a cada segundo.”

Vamos contextualizar:

Sabe nosso último artigo, que fala sobre indústria 4.0 ?

Então, aprendemos, que ao final da terceira revolução industrial, onde começaram a surgir os computadores, celulares, câmeras digitais, etc, simultaneamente houve a necessidade de uma plataforma que comportasse um maior número e tamanho de dados, que, os já existentes Banco de Dados.

Dessa forma, nasceu aí o Big Data, logo considerado um marco em nosso tempo, um divisor de águas. Igualmente, sendo comparado a criação da eletricidade e máquinas a vapor.

Uma vez que o volume de informação que geramos cresce exponencialmente, além de chegarem de formas e formatos mais variados e desordenados.

Não só computadores alimentam um Big Data, mas mensagens, sinais de GPS, informações sobre o tempo, vídeos, áudios, registros transacionais, até geladeiras podem ser fontes geradoras de dados.

Temos como pioneiros, nesta tecnologia, empresas como Yahoo, Google, Facebook.

Por que investir?

Hoje, o que tem mais valor é a informação. E, o mundo empresarial, sabe disso.

Um data base bem gerido é capaz de prover as empresas com informações valiosíssimas, de forma rápida e precisa. Desta forma, há um grande diferencial nas resultantes que impactam no mercado.

Esta ferramenta poderosa, precisa de alguns aliados. Como:

  1. Softwares que colaborem na organização dos dados;
  2. Otimização de espaço através de: compactadores, desduplicadores e hierarquizadores;
  3. Programas de análise de dados, que facilitem o cruzamento e implementem maior rapidez, utilizando também da Inteligência Artificial.

Assim, seu instrumento: analisa, cruza, produz e fornece informações. Estas, podem direcionar  alguns caminhos, ajudar a traçar estratégias, dentre muitas outras coisas.

Também geram  relatórios e materiais para apresentações. Desta forma sua capacidade produtiva e competitiva é altamente ampliada.

Um exemplo prático:

Hoje, o Big Data é o principal elemento para descobrir perfis de compra, o que as grandes empresas atualmente utilizam. Tornou-se um norte para negócios online, captam os mais diversos dados dos usuários, “seus passos” pelo universo web. Depois conectam a necessidade do usuário do negócio que possa atendê-lo.

Contudo, temos alguns funis nesta trajetória:

Parte humana

  • Mão de obra: Encontrar especialistas/talentos que consigam dirigir “esta Ferrari” é difícil. Você pode optar por capacitar pessoas mais aptas do seu time. Porém, o mercado nos mostra que as empresas acabam por investir em softwares para esta função em detrimento a escassez destes profissionais.
  • Resistência: Fazer mudanças de alinhamentos, fluxos e metodologias de trabalho são necessárias. E, é compreensível uma certa desconfiança/resistência, em relação a uma solução que promete ser muito completa e aparentemente complexa.

Parte física

  • Os dados precisam ser validados: O volume de dados recebidos e analisados é gigantesco. Os parâmetros de análise e organização precisam ser monitorados, para que não tenhamos problemas com as informações geradas. É preciso implantar a “governança de dados”;
  • Proteção do Big Data: Esta fala por si só. Segurança é palavra de ordem, como falamos no início, informação é a moeda mais valiosa hoje. Lembre-se os hackers estão por aí;
  • Diversificadas fontes e integração dos dados: Um grande desafio mas uma grande conquista. Conseguir esta harmonia é considerada o “pulo do gato”, porque assim chegamos mais perto de extrair o melhor da plataforma.

Agora, é com você. Ter um bom Banco de Dados, neste formato, faz sentido para quase todas as tipologias de negócios. Aproveite todas as oportunidades que este tipo de tecnologia pode oferecer!

Caso sua operação, utilize-se desta plataforma, esteja sempre de olho  para que atue sempre da melhor forma possível!

Observe os pontos citados acima, são os básicos. Após esta explanação só podemos desejar: Bons resultados!

www.onlineapp.com.br

Marketing

Criada em 2016, a equipe de marketing da Online Applications produz conteúdos para os blogs Onbusca e OnlineApp. A equipe é formada por Daniel Peres (coordenador), Gustavo Fernandes e Ruth Silva (design), Larrisa Silva e Livia Silva (produção de conteúdo) e Nathalia Andrade (análise de dados).

Share
Marketing

Criada em 2016, a equipe de marketing da Online Applications produz conteúdos para os blogs Onbusca e OnlineApp. A equipe é formada por Daniel Peres (coordenador), Gustavo Fernandes e Ruth Silva (design), Larrisa Silva e Livia Silva (produção de conteúdo) e Nathalia Andrade (análise de dados).