As fases da uma startup: Entenda quais são os 4 estágios!

A criação de uma empresa pode ser resumida em algumas etapas. Você conhece que são as fases de uma startup? Este tipo de empreendimento pode se encontrar em um dos 4 estágios de maturação. Ou seja, cada um deles contém características próprias.

Primeiramente, saber em quais fases de uma startup o empreendimento se aproxima é extramamente importante. Isso vai ser essencial para entender quais são os próximos passos. Naturalmente, as atividades desenvolvidas se tornam mais difíceis ao longo do tempo. Assim como um  jogo. Mesmo assim, é preciso de muito esforço para ultrapassar os níveis e alavancar a sua startup.

Em outro artigo do nosso blog sobre as startups brasileiras mais bem sucedidas, trouxemos alguns dados sobre o número de startups no Brasil. Segundo a Associação Brasileira de Startups (Abstartups), o Brasil possui cerca de 12.700 startups (em 2020). Ou seja, o número só mostra que este tipo de empreendimento vem crescendo, e é fundamental entender em qual estágio a empresa se encontra.

Continue lendo para entender quais são as 4 fases de uma startup!

As fases de uma startup

Em primeiro lugar, para construir uma empresa que dure e cresça no mercado, é necessário seguir estes estágios. Em síntese, existem 4 fases de uma startup possíveis:

  1. A primeira ideia
  2. Operação
  3. Tração
  4. Escalada

Nos próximos parágrafos vamos te explicar como cada uma delas funciona e o que cada uma tem de especial.

Primeira ideia

Como o nome já diz, o desenvolvimento da primeira ideia já conta como fase de uma startup. Normalmente a empresa ainda não existe legalmente. Antes de abrir é preciso ter uma ideia de negócio bem montada.

Primeiramente, é aqui que você desenvolve e busca definir o máximo possível sua ideia. Você sabe quem é o seu cliente? Qual problema do consumidor o seu produto resolve? Como atingir o meu público-alvo?

Essas questões devem ser respondidas desde o início, para que o empreendedor consiga validar a sua ideia. Em destaque ao público-alvo, o método MVP pode ajudar. Em resumo, ele promove uma simulação de aderência do mercado ao seu produto ou serviço. Portanto, ajuda a entender se a sua ideia irá realmente funcionar.

Operação

Posteriormente, na segunda etapa, as responsabilidades passam a crescer. É neste momento que começa a busca por clientes, onde se entra definitivamente no mercado. Assim, você começa a oferecer o seu produto ou serviço, e definitivamente retirar a sua ideia do papel.

O estudo de viabilidade pode ser realizado neste momento. Ele busca analisar o mercado e custos. Assim, você saberá como investir e utilizar a sua renda com mais sabedoria. Este cálculo irá te ajudar a obter os seus primeiros lucros.

Tração

Depois de ter passado pelas duas fases anteriores, a etapa da Tração chega para mostrar mais maturidade. A escalabilidade, uma das maiores características e uma startup, começa aqui.

Depois de um tempo no mercado, o empreendedor passa a entender como ele funciona. Nesta parte, é interessante se atentar com alguns tópicos. Primeiro com o fluxo de caixa. Como está a vida financeira da sua empresa? Tenha atenção nos valores de entrada e saída.

Outro tópico importante é o modelo de negócios da startup. Mesmo que pareça algo semelhante com a primeira etapa, atualizar o modelo pode ser uma opção para aumentar o número de clientes.

Escalada

A escalabilidade, uma das maiores características e uma startup, começa aqui. Esta última etapa serve para mostrar se a empresa realmente atingiu alguns objetivos. Para se enquadrar nela é preciso que a startup esteja crescendo, cerca de 20% a cada ano.


Em conclusão, existem 4 fases de uma startup possíveis. Ou seja, os estágios indicam as etapas de vida de uma empresa. Além disso, ajudar a entender quais são os próximos passos a serem tomados. Para mais artigos sobre startups, acesse o blog da Online Applications!

Marketing

Criada em 2016, a equipe de marketing da Online Applications produz conteúdos para os blogs Onbusca e OnlineApp. A equipe é formada por Daniel Peres (coordenador), Gustavo Fernandes e Ruth Silva (design), Larissa Silva e Livia Silva (produção de conteúdo) e Giovanna Concon (análise de redes sociais).

Share
Marketing

Criada em 2016, a equipe de marketing da Online Applications produz conteúdos para os blogs Onbusca e OnlineApp. A equipe é formada por Daniel Peres (coordenador), Gustavo Fernandes e Ruth Silva (design), Larissa Silva e Livia Silva (produção de conteúdo) e Giovanna Concon (análise de redes sociais).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *